post

O pão não é inimigo da dieta, a questão é saber como comer e quando o fazer.

Este nutriente é o primeiro a ser retirado da alimentação, sempre que alguém dá inicio a uma dieta, mas não é a ingestão deste nutriente, o responsável pelo ganho de peso.

É importante que todos percebam que uma dieta restrita em hidratos de carbono não é de todo saudável, sendo esta a melhor forma de perder peso e a que garante mais probabilidades de não voltar ao peso inicial.

Então, o importante é reeducar-se a pequenos hábitos para uma vida mais saudável.

Dietas muito restritas levam a uma grande perda de peso inicial, peso este que não incide maioritariamente na camada adiposa mas sim na perda de massa magra, assim que sentir a menor sensação de fome, o Comportamento mais habitual é comer compulsivamente até à saciedade, este comportamento é sim o responsável pelo aumento de peso.

As minhas reeducações alimentares quase sempre incluem este nutriente, de preferência de origem integral. As farinhas integrais, centeio, aveia ou espelta apresentam um índice glicémico menor, promovendo a saciedade durante mais tempo, sendo que as fibras naturalmente presentes nos produtos integrais são responsáveis pela menor absorção do açúcar e até a reduzir a gordura no sangue, bem como, regular o trânsito intestinal.

Motivos para manter a ingestão de pão na sua dieta, embora com moderação:

  • O hidrato de carbono é o nutriente mais presente em um pão (50g), incluí-lo no seu pequeno almoço vai garantir-lhe energia ao longo do dia e menos compulsividade alimentar.
  • Alimentos ricos em hidratos de carbono, promovem a formação de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar geral.
  • Farinhas de origem integral têm mais vitaminas do complexo B, estas contribuem para um cérebro saudável e uma memória ativa. ‘’Alguns trazem grãos e sementes inteiras, ricas em fibras que auxiliam o bom funcionamento do trânsito intestinal.
  • Consumi-lo antes do exercício físico pode ser uma boa forma de lhe fornecer energia para o treino

Em situações especiais, como pessoas que sofram de diverticulos, doença de Crohn ou celíacos, é fundamental o acompanhamento de um profissional de saúde

*Para utentes em reeducação alimentar é indespensável o acompanhamento de um profissional

A sua Nutricionista

Márcia Louro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *